Farewell

Hoje é o primeiro dia que sentimos a falta um do outro, uma da outra.

Hoje a casa está vazia… Mas o coração está cheio. No lugar de contar a falta, resolvi contar as sobras… A abundância de amor e carinho de vocês que eu levo comigo, a quantidade de sabedoria, garra e ternura que eu levo na alma, tudo que recebi a vida inteira de vocês.

Hoje é um dia difícil pra nós, mas eu vou fechar os meus olhos e rezar para que vocês estejam felizes assim como eu estou, para que vocês vivam​ um dia após o outro, um de cada vez, assim como eu pretendo.

Não tenham medo de sentir saudade, de chorar pela falta ou de doer de vontade de um abraço. Isso, é o amor que a gente sente um pelo outro batendo na alma e dizendo:
– Oi, estou aqui…

bye

Quando essa dorzinha chegar, quero que prometam que vão deixar ela entrar na alma e arder até passar. E quando passar​,​ vocês vão abrir o sorriso mais largo que puderem e lembrar de como eu amo sorrir assim também. Obrigada pela vida, vocês me deram ela de presente, e eu pretendo fazer dela o maior orgulho de vocês.

Com amor, filha preferida.

Fabíola Bueno estuda Jornalismo, é pisciana orgulhosa e naturalmente independente. Mineira aguda no modo de falar e tratar, apaixonada pela cidade maravilhosa e sua liberdade (…)

Seja o primeiro a comentar