O Chão de Todas as Coisas

TERRA-poeisa-graodefato

Eu que sou terra,
ando com a cabeça nas nuvens,
perseguindo com rede de caçar borboletas,
todos os sonhos lançados no chão-de-todas-as-coisas.

Chão em que os amantes se deitam,
para olhar as estrelas.
Em que a gente se senta,
pra escutar uma canção ou duas,
que não falam de nós.

Eu que sou terra e sou chão-de-todas-as-coisas,
desejo que você se deite em mim,
silencioso como borboletas, estrelas,
e canções que não cantaremos mais.

Seja o primeiro a comentar